6ª Dica de Sustentabilidade – Separe o Lixo orgânico do lixo reciclável

6- Separe o lixo orgânico dos materiais que podem ser reciclados
Em casa, bastam duas lixeiras para você colaborar com o planeta. Numa delas, coloque o lixo orgânico (restos de comida) e na outra, os materiais que podem ser destinados à reciclagem: plásticos, papéis, metais e vidros. Assim, você evita a sobrecarga nos aterros sanitários e reduz o consumo de mais matéria-prima para a fabricação de novos produtos.

 

 

5- Prefira eletrodomésticos com selo Procel
O Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel) foi criado pelo governo para ajudar o consumidor a escolher os produtos que apresentam alta eficiência energética. Veja a lista de produtos com o selo Procel.
Outras dicas importantes: nada de deixar a TV ligada à toa, ficar horas no chuveiro ou demorar uma eternidade em frente à porta da geladeira para escolher o que comer. Use a energia com responsabilidade. Sempre que possível, dê preferência às lâmpadas fluorescentes compactas.

 

4- Feche a torneira ao lavar a louça
Em 15 minutos, uma pessoa gasta mais de 240 litros de água na lavagem de louças. A dica é fechar a torneira, ensaboar as peças e só então abrir para enxaguá-las. Assim, o consumo cai para 20 litros de água. Além disso, considere diminuir o tempo do banho e fechar a torneira do lavatório ao escovar os dentes. Metais e louças sanitários que economizam água também são boas opções. Instalar arejadores nas torneiras da cozinha e dos banheiros – um acessório bem baratinho – pode gerar uma economia de até 60%.

3- Valorize o trabalho de cooperativas agrícolas e artesanais
As cooperativas de artesanato são outra boa opção de consumo consciente. Para decorar sua casa, visite lojas especializadas em artesanato regional. Há muitos artistas que trabalham com materiais naturais, reciclados ou reaproveitados, inclusive com a consultoria de designers renomados.
Em todo o Brasil, já existem produtores de alimentos orgânicos que, graças à união em cooperativas, conseguem manter uma escala de produção que possibilita a sustentabilidade de suas famílias. Sem agrotóxicos, os alimentos são mais saudáveis para quem consome e também para quem produz.

 

2- Prefira produtos naturais aos industrializados sempre que possível
Para a fabricação de produtos, as indústrias consomem grandes quantidades de energia e jogam toneladas de CO2 na atmosfera. Produtos naturais já vêm prontos “de fábrica”, sem custos ambientais exorbitantes.

 

1- Leve uma sacola para fazer as compras do supermercado e da feira

Levando sua própria embalagem – que pode ser uma mochila ou uma sacola de pano – você evita o desperdício de sacos plásticos e reduz a quantidade de lixo produzido na sua casa.

 

Que tal rever alguns hábitos para reduzir sua parcela de responsabilidade pelo desequilíbrio no efeito estufa da Terra? Nesta semana foram divulgados os resultados do relatório do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC), o mais importante estudo climático do planeta capitaneado pela Organização das Nações Unidas (ONU). O levantamento trouxe perspectivas preocupantes em relação ao futuro do nosso planeta. Toda atitude nessa direção é bem-vinda.

Para saber mais sobre o uso de sacolas plásticas e outras dicas criativas acesse: http://www.sacoeumsaco.com.br/

 

 

Categories: Notícias

Comments are closed.