História

A Congregação das Filhas de Nossa Senhora Stella Maris nasceu da coragem de três jovens italianas Gilda Tatasciore, Giuseppina Volpi e Paolina Doninelli que deixaram sua bela pátria “Itália” para servir doentes hansenianos no Brasil. As dificuldades enfrentadas para realizar tal ideal foram incontáveis, tanto na Itália como no Brasil. Por fim, conseguiram ser aceitas no antigo Sanatório Padre Bento de Guarulhos para leprosos (hoje hansenianos), em 15 de fevereiro de 1954. Os doentes se encontravam em uma situação deplorável devido a falta de cuidados em todos os sentidos. Aos poucos as jovens foram conquistando a confiança dos doentes que achavam estranho demais que jovens sadias, estrangeiras, se interessassem por eles, quando nem os próprios funcionários o fazia.

As irmãs tinham o ideal de trabalhar com os doentes com a liberdade que o governo não dava. Naquela época os pacientes portadores de hanseníase eram estigmatizados, excluídos e abandonados. No decorrer do tempo pretendiam esterelizar os doentes para impedir o crescimento da população e conter assim a doença, para não contaminar as crianças, pois não contavam com um tratamento seguro e eficaz.

Foi então que durante a celebração da Páscoa no Sanatório, Dom Antonio Maria Alves de Siqueira, bispo auxiliar de São Paulo, celebrante desta Santa Missa, deparou-se com as jovens italianas. Depois de saber a história das três jovens, ficou muito emocionado e declarou-lhes:

“Minhas filhas, hoje Nossa Senhora a quem eu pedia que suscitasse almas generosas que pudessem se dedicar a um trabalho dessa natureza, ouviu o meu pedido. Por isso não estarão mais sozinhas, pois eu serei o vosso pai.”

Nasceu ali a ideia de um futuro sodalício, isto é, uma Comunidade Religiosa com o ideal de assistir os doentes hansenianos e seus familiares. Em meio a esses doentes as irmãs conheceram irmãs de outras congregações religiosas que, por serem portadoras de hanseníase eram colocadas em leprosarios e abandonadas no mundo por suas congregações. Diante desse cenário, as irmãs passaram a acolher essas religiosas.

Nasce então necessidade de ter um instrumento para trabalhar, isso é, ter um hospital próprio regido pelas irmãs com trabalho diferenciado pela vida do ser humano com os ideais de São Camilo de Lellis.

Essa idéia se tornou realidade no dia 05/10/1957. Foi instalado o Sodalício Stella Maris, abençoado por Deus, sob a proteção de Nossa Senhora Stella Maris. Mais tarde esse Sodalício foi confirmado mudando o título para Congregação das Filhas de Nossa Senhora Stella Maris.

No desejo salutar de doar-se em favor do desfavorecido, as irmãs contaram com a ajuda de suas famílias que, da Itália, enviaram dinheiro necessário para iniciar a construção do tão sonhado hospital.

Naquela época não tínhamos uma maternidade em Guarulhos, os partos aconteciam nas casas de forma precária, com isso o primeiro atendimento médico realizado pelas irmãs foi com a instalação de uma Maternidade, para dar conforto, qualidade e assistência para as gestantes e as mães, que mais tarde tornou-se o maior hospital da cidade e região.

O Hospital Stella Maris foi inaugurado no dia 25 de Março de 1965. Com o passar do tempo a demanda de pacientes foi aumentando e o Hospital não comportava mais a clientela que necessitava de atendimento.

Preocupadas com essa realidade, e pensando sempre em dar o melhor atendimento aos seus assistidos, as Irmãs sentiram a necessidade de ampliar o Hospital. Para a realização desse propósito concluíram que seria melhor construir outro prédio que contaria com mais leitos, e poderia atender pacientes de várias especialidades, tais como: Clínica Médica, Cirúrgica, Obstétrica, Ginecológica, Pediátrica, Ortopédica, Cardiologia, Cirurgia Cardíaca, entre outras

Na década de 80 o prédio com os seus cinco andares encontravam-se totalmente construído e em pleno funcionamento. Foi inaugurado o prédio da UTI e da central de materiais, tido como modelo devido a alta qualidade que possuíam.

Contava o Hospital então com 220 leitos para internação de pacientes nas diversas especialidades, além de Centro Cirúrgico e Centro Obstétrico.

Hoje, 2017, conta com uma equipe de trabalho multidisciplinar focada na reestruturação, modernização e qualidade no atendimento, equipes médicas, administrativas e assistenciais.

Com base em nossa história, hoje apresentamos nossa Missão, Visão e Valores que norteiam nossos trabalhos diários:

VISÃO: Ser um hospital de referência em atendimento seguro e humanizado para Guarulhos e Região.

MISSÃO: Servir as pessoas na assistência médico-hospitalar e espiritual perpetuando a ideologia da Congregação das Filhas de Nossa Senhora Stella Maris.

VALORES:

1 – VIDA – Proteger, promover e recuperar a vida desde a sua fecundação até seu declínio natural.

2 – ESPIRITUALIDADE – Contemplar a face de Cristo na pessoa do enfermo, a pupila dos olhos de Deus.

3 – HUMANIZAÇÃO – Valorização e respeito à pessoa como ser único, criado a imagem e semelhança de Deus.

4 – COMPROMETIMENTO – Responsabilidade e cooperação com a Instituição, colaboradores, fornecedores, sociedade, corpo clínico e todas as demais áreas envolvidas;

5 – SEGURANÇA – Promover gestão de assistência segura.